Barracão Cultural

Somos um núcleo de criação e produção, criado em 2001 pela atriz e produtora Eloisa Elena e o músico e produtor Dr Morris, para viabilizar projetos e desejos artísticos próprios e autorais. Ao longo destes 15 anos vários outros profissionais se juntaram a equipe da Barracão, constituindo um núcleo de trabalho permanente que conta com diferentes espetáculos em repertório.

A cada novo projeto damos início a um processo de criação e pesquisa, buscando referências múltiplas, que atendam as necessidades específicas dos trabalhos. Acreditamos em uma forma de atuação onde cada artista tenha um espaço efetivo de criação e compartilhe do processo como um todo.

Somos responsáveis pela realização de espetáculos teatrais, como “Já Pra Cama!”, “A Condessa e o Bandoleiro”, “Facas nas Galinhas”, “O Tribunal de Salomão e o julgamento das meias-verdades inteiras”, “A Mulher que Ri”, “Cacoete”, “Um Destino para Julieta e Romeu”, “Caixa Mágica” e “Convite para Jantar”  e projetos musicais, como o “1º Festanza” em parceria com a Mamberti Produções, CD “Urbanda”, “Um Sopro de Brasil”  e o recém-lançado CD “5″, do Dr Morris.

Eloisa Elena

Formada pelo Teatro Universitário da U.F.M.G., ingressou em seguida na Escola de Arte Dramática da USP, onde permaneceu até 1991. Participou de workshops com Yoshi Oida, Sotigui Koyaté, Jurij Alschitz, entre outros. Em cartaz com “Já Pra Cama!”. Como atriz também participou de diversos espetáculos dentre eles: “A Condessa e o Bandoleiro”  “Facas nas Galinhas”, “O Tribunal de Salomão e o Julgamento das Meias-Verdades Inteiras”, “A Mulher que Ri”, “Convite para Jantar” e “Um Destino para Julieta e Romeu”, produzidos pela Barracão Cultural. “A Casa Antiga”, de Eduardo Ruiz, direção de Rui Cortez; “Você Vai Ser o que Você Quer Ser”, texto e direção de Luiza Jorge; “Corda Bamba”, direção de Johana Albuquerque; “Sacromaquia”, direção de Maria Thaís; “Aqueles 2” de José Geraldo Petean; “A Senhora Aoi”, de Yukio Mishima, direção Antônio Araújo; “Cobras Voadoras” de Leonor Corrêa, direção Denise Del Vecchio; “Os Lingüiceiros Roderix”, adaptação das obras de Edgar Allan Poe e Viriato Corrêa dirigido por Marcos Daud; “Florbela” deAlcides Nogueira e direção de Cibele Forjaz. Em cinema fez os curtas “Todos os Dias São Iguais”, de Carlos Gradim, premiado no festival de Recife e Canal Bravo Brasil e “A História Real”, deAndréia Pasquini, premiado no festival de Brasília. Iniciou seu trabalho em produção em 1992, e além dos projetos da Barracão Cultural,  fez produção executiva e direção de produção para diversos espetáculos, dentre eles:  “As Roupas do Rei”, ganhador do Prêmio APCA 2002 de melhor espetáculo; “Você vai ser o que você quer ser”; “Sacromaquia”; “Corda Bamba”; “Vô Doidim e os Velhos Batutas”, Prêmio Coca Cola- Femsa de melhor espetáculo; “Jogo da Velha” de Nelson Baskerville e Michel Fernandes; “Aqueles 2” e  “Ham-let” de José Celso Martinez Corrêa. Recebeu indicações como Melhor Atriz: “A Condessa e o Bandoleiro”- 1º Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem, “O Tribunal de Salomão e o Julgamento das Meias-Verdades Inteiras”.  Prêmio Femsa – 1º. Semestre de 2011. “Aqueles 2”, de José Geraldo Petean. Prêmio Pananco (Coca Cola) 98/Melhor Atriz.

Dr Morris

Violonista, compositor e produtor, atuou como músico em diversos espetáculos teatrais. É diretor musical do Barracão Cultural, onde realizou os trabalhos: Já Pra Cama!, A Condessa e o Bandoleiro, O Tribunal de Salomão e o Julgamento das Meias-Verdades Inteiras, A Mulher que Ri, Cacoete, Convite para Jantar, Um Destino para Julieta e Romeu, As Roupas do Rei e Caixa Mágica. Realizou a trilha sonora para espetáculos de  diversas Cias e diretores Brasileiros. Podemos destacar Grupo 3 de Teatro, Odeon Cia Teatral, Grupo Galpão, Cia Balagan, Carlos Gradim, Cris Lozano, Yara de Novaes, Marília Toledo, Aderbal Freire Filho, Cibele Forjaz, Johana Albuquerque, Eid Ribeiro, Maria Thais, Carla Candiotto, Marcelo Romagnoli, Francisco Medeiros, Roberto Lage, Grace Passô, Bendita Trupe, Cia Noz, Maracujá Laboratório de Artes, Cia de Teatro Invertido. Em cinema fez as trilhas de “A História Real”, de Andréa Pasquini, dos curtas “Todos os Dias são Iguais” e “Bárbara” de Carlos Gradim e “Manual Para Atropelar Cachorro”, de Rafael Primot. Como produtor musical já realizou vários projetos dentre eles: “Festanza”, associado à Mamberti Produções; “Um Sopro de Brasil” e “O Brasil da Sanfona”, em parceria com Myriam Taubkin; “Festival da Música Independente” no Sesc Pompéia, “Show comemorativo dos dois anos da gravadora Núcleo Contemporâneo” (realizado em Campinas e Sesc Pompéia).  Tem seu trabalho autoral com as bandas “Dr Morris e os Vivos” e o projeto “33 canções”. Prêmios – Já Pra Cama – Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro 2016 – Trilha Musical Original;  Prêmio Coca Cola – Femsa de Melhor Trilha Infantil 2011 – POP – Cia Noz de Teatro; Prêmio estímulo Secretária Estadual de Cultura 2007- CD 5 – Dr Morris e os Vivos;   Prêmio de Melhor Trilha no Festival de Florianópolis 2002 –   A História Real – direção Andrea Pasquini.

Alexandre Maldonado

Ator, músico, arte-educador. Formado músico baterista pela ULM (Universidade Livre de Música) e pelo Conservatório Souza Lima. Ingressou na ELT (Escola Livre de Teatro, de Santo André) em 2007, para cursar a Formação do Ator. Em 2005 iniciou seu trabalho como arte-educador, ministrando aulas de música para teatro, na Casa do Teatro (extensão da Escola de Teatro Célia Helena), para crianças e adolescentes. Foi monitor das aulas de Iniciação Musical do curso de Artes Cênicas da Faculdade Célia Helena. Ator nos espetáculos da Cia Barracão Cultural: Já Pra Cama!, A Condessa e o Bandoleiro, O Tribunal de Salomão e o Julgamento das Meias-Verdades Inteiras.

Fábio Ferretti

Ator, iluminador. No Recife foi um dos fundadores da Cia Théspis de Repertório que foi responsável pelas montagens de Dorotéia, Don Juan, As Criadas, entre outros. Em São Paulo trabalhou com os diretores Marco Antônio Rodrigues, Hélio Cícero, Zé Henrique de Paula. Entre alguns dos seus trabalhos como ator estão:  A Condessa e o Bandoleiro, Terça no Hiper, O Tribunal de Salomão e o Julgamento das Meias-Verdades Inteiras, Armadilha, Chão de Barros, Saturday Night Fever, Autorama, A Escolha do Jogador, Desdêmona, La Chunga, O Assassinato do Anão do Caralho Grande e A Comédia dos Erros. Criou a luz dos espetáculos: Historias de Chuvas, Os olhos de Nebul, Enjoy, direção de Milton Morales; O Silencio em Apuros, direção de Debora Dubois e Esconderijo, direção de Léo Chacra, entre outros.  Fez a tradução dos textos Facas nas Galinhas do dramaturgo escocês David Harrower, espetáculo dirigido por Francisco Medeiros em 2012 e do texto Terça no Hiper do francês Emmanuel Darley, espetáculo dirigido por Vany Alves.

Thiago Andreuccetti

Formado pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul. Participou como ator: Caixa Mágica; Cacoete; O Tribunal de Salomão; Facas nas Galinhas; A Condessa e o Bandoleiro. Com a Cia. De Inventos Teatrais participou de espetáculos durante os anos de 2004 a 2012, todos dirigidos por Vany Alves; Atuou em diversos comerciais e curtas metragem.  Prêmios: Prêmio FEMSA 2011 – Indicado ao Prêmio de Melhor Ator com o espetáculo “O Tribunal de Salomão”; Prêmio FEMSA 2009 – Indicado ao Prêmio de  Melhor Ator com o espetáculo “Cacoete”;  19º Festival de Teatro do Estado de São Paulo (FETESP 2006) – Melhor Ator Coadjuvante pelos Júris Técnico e Popular em: O Palácio dos Urubus. Ator Revelação em 2006 dos Melhores do Ano FASCS.

 Cláudio Queiroz

Ator, diretor de produção, designer gráfico. Graduado pela Universidade Estadual de Campinas e vem atuando em São Paulo desde 2002, tendo participado da Cia Teatro Balagan e Teatro da Vertigem. Atualmente, integra o elenco da Barracão Cultural. Em suas atividades no teatro, além da atuação em diversos espetáculos, destacam-se: realização de projetos de captação; atuação como ator-pesquisador em projetos de pesquisa estética e de linguagem; direção de produção de espetáculos. Indicado ao Prêmio Coca Cola Femsa 2011, categoria Melhor Ator. Atuou em: Facas nas Galinhas, O Tribunal de Salomão e o Julgamento das Meias-Verdades Inteiras, Cacoete, Tauromaquia, Západ, Apocalipse 1,11, Café – Ópera Imperfeita, Sambas e Tragédia, Ofélia X Polônio, Quem Casa Quer Casa, Caviar e Champagne,  de Alcione Araújo, com direção de Cláudio Queiroz e Cristina Rodrigues.

Victor  Merseguel

Ator, Cenógrafo, Aderecista e Iluminador. Ator, formado pela fundação das artes de São Caetano do Sul, com formação nas áreas de música e circo. No mercado desde 1998 participou de diversas peças e produções:  Meu Amigo Inventor;  A Condessa e o Bandoleiro; Hugo, os Imaginários e a Cidade do Medo; Belisa e Perlimplim;  As Estrelas Cadentes do Meu Céu são Feitas de Bombas do Inimigo; Romeu e Julieta segundo a MATILDE; Sub-Pop-Ópera dos Mendigos; dentre outras. Também como cenógrafo, aderecista e iluminador, tendo como últimos trabalhos: Meu Amigo Inventor – Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem na categoria de melhor cenário;  A Condessa e o Bandoleiro (adereços e iluminação); The Rake´s Progress – ópera no Theatro Municipal de SP (adereços); O Jardim – da Cia. Hiato (adereços) e Sub-Pop-Ópera dos Mendigos (cenário e adereços).

Geondes Antônio

Bacharel em Sociologia e Política atua na área de produção cultural desde o ano 2000, trabalhando com artistas renomados como Samir Yazbek, Marcelo Gabriel (Dança Burra) BH, Ricardo Karman e Cida Moreira. Durante cinco anos foi programador do Teatro do Centro da Terra. Neste período trabalhou com: Badi Assadi, Ana Lucia Torre, Eduardo Moscovis, Beth Goulart, Suzana Salles, Gero Camilo, Madalena Bernardes, dentre outros. Como produtor executivo, atuou nos Festivais de Porto Alegre, Londrina, Recife e São José do Rio Preto, Rede SESC São Paulo e interior. Atualmente é Produtor Executivo da Barracão Cultural, com quem fez os espetáculos “Facas nas Galinhas”, “O Tribunal de Salomão e o Julgamento das Meias-Verdades Inteiras” e “A Condessa e o Bandoleiro”. Produz a cantora Cida Moreira e é Consultor de Programação do Teatro APCD.

Principais realizações no teatro

“Já Pra Cama!”

Argumento: Eloisa Elena e Dr Morris

Direção Fernando Escrich

Estreou em outubro de 2015

“A Condessa e o Bandoleiro”

Texto Angelo Brandini

Direção Fernando Escrich

Estreou em maio de 2014

“Facas nas Galinhas”

Texto David Harrower

Direção Francisco Medeiros

Estreou em junho de 2012

“O Tribunal de Salomão e o julgamento das meias-verdades inteiras”

Texto Paulo Rogério Lopes

Direção Cuca Bolaffi

Em cartaz desde abril de 2011

“Cacoete”

Adaptação de Eloisa Elena para o livro de Eva Furnari.

Direção Heitor Goldflus.

Estreou em cartaz abril de 2009

“A Mulher que Ri”

Texto de Paulo Santoro

Direção Yara de Novaes.

Estreou em outubro de 2008

“Convite para Jantar”

Teatro Fábrica São Paulo

Estreou em maio de 2007.

“Um Destino para Julieta e Romeu”

Estreou em julho de 2005.

“Caixa Mágica”

Em cartaz desde maio de 2004.

“As Roupas do Rei”

Estreou em outubro de 2002.

Cumpriu temporada em São Paulo e circulou por diversas cidades do interior do Estado.

Principais realizações em música

-Produção do 1º Festanza – festival de músicas de diferentes estilos e linguagens.2015

– Produção dos CDs – “5” de Dr. Morris, lançado em 2008 e “Urbanda”, lançado em 2004.

– Produção de shows com Dominguinhos, Renato Borghetti, Elza Soares, Mônica Salmaso, Paulo Moura, Yamandu Costa, Ná Ozzetti.

– Co-produção do evento “Um Sopro de Brasil”.

Principais realizações em arte educação

Criou e produz o projeto “Caixa Mágica – O Universo do Teatro“, patrocinado pela Comgás e que tem como objetivo oferecer aos professores e educadores de Escolas Públicas e ONGs, ferramentas e conteúdos para serem utilizados nas aulas de artes.

Este projeto nasceu a partir do convívio com os educadores e observação das dificuldades enfrentadas por eles no ensino do teatro, durante o projeto  “Descobrindo o Teatro”, do Instituto Alfa de Cultura, projeto que a Barracão Cultural, através da atriz Eloisa Elena, coordena há 6 anos.

Projeto Descobrindo o Teatro, do Instituto Alfa de Cultura  tem como objetivo apresentar aos jovens de baixa renda, frequentadores de oficinas de artes, o universo teatral, formando o olhar do espectador e apresentando as diversas profissões que o teatro comporta.

Realiza diversos trabalhos em empresas, ministrando oficinas teatrais, dinâmicas e jogos para funcionários.

Prêmios e Indicações

.Já Pra Cama!

Prêmio APCA 2015 – Melhor espetáculo infantil de texto original

Premio São Paulo de Incentivo ao Teatro 2016 – Trilha Musical Original

.A Condessa e o Bandoleiro

Prêmio São Paulo de Teatro – Melhor Espetáculo Jovem e indicado como Melhor Atriz

.Facas nas Galinhas

Indicado em 03 categorias ao Prêmio Shell de teatro de SP (direção, cenário e trilha sonora). Indicado ao Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro – Melhor Direção.

.O Tribunal de Salomão e o Julgamento das meias-verdades inteiras.

Prêmio Femsa – Melhor Produção 2011. Indicado em 10 categorias – Prêmio Femsa/1º. Semestre de 2011

Indicado ao Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro – Melhor espetáculo para público infanto juvenil.

.Um Destino para Julieta e Romeu

Indicado para 3 prêmios Coca Cola Femsa 2005.

Ganhador do Prêmio Revelação para Marina Reis pela criação dos figurinos.

.Caixa Mágica

Indicado para 8 categorias do Prêmio Coca Cola Femsa 2004, incluindo Melhor Produção.  Ganhador das categorias melhor direção e melhor ator.

.As Roupas do Rei

Prêmio APCA 2002 – melhor espetáculo.

Participações em Mostras e Festivais

Festival Internacional de Teatro de Curitiba – 2002 – Ciclo Devassos na Dramaturgia

Circuito CEU´s – São Paulo – 2005 –Espetáculo Um Destino Para Julieta e Romeu

Mostra Sesi de Teatro Infantil – 2006 –Espetáculo Um Destino Para Julieta e Romeu

Circulação PAC – 2007 –Espetáculo Caixa Mágica

Mostra Sesi de Teatro Infantil – 2008 –Espetáculo Caixa Mágica

Festival Internacional de Teatro de Curitiba – 2009 –A Mulher que Ri

5ª Mostra de Referências Teatrais de Suzano – 2009 –A Mulher que Ri e Cacoete

Espetáculo selecionado pelo Edital de Ocupação da Funarte/SP – 2009  –A Mulher que Ri

VAC – Verão Arte Contemporânea/B.H – 2010 –A Mulher que Ri.

Mostra Viagem Teatral Sesi  – 2010 –Espetáculo Cacoete.

Espetáculo convidado do FESTLIP – Festival de Teatro da Língua Portuguesa. R/J – 2010  –A Mulher que Ri.

Virada Cultural de São Paulo 2012 – O Tribunal de Salomão.

Festival de Teatro de Curitiba 2013 – Facas nas Galinhas

Virada Paulista 2013 – Facas nas Galinhas e O Tribunal de Salomão.

PROAC Circulação 2013 – Facas nas Galinhas e O Tribunal de Salomão

Circuito Cultural Paulista 2014 APAA – Espetáculo O Tribunal de Salomão

Circuito Cultural Paulista 2014 APAA – Espetáculo A Condessa e o Bandoleiro

PROAC Circulação 2014 – Espetáculo A Condessa e o Bandoleiro

Prêmio Zé Renato 2014 – Espetáculos A Condessa e o Bandoleiro e O Tribunal de Salomão

12ª Extrema Mostra de Teatro – Espetáculo A Condessa e o Bandoleiro

Filo 2015 – Espetáculo A Condessa e o Bandoleiro

SESI SP  2015–  Produções Locais –Projeto Ocupação

Mostra Teatral do Projeto Arte na Comunidade 2015 – Guarujá – Espetáculo A Condessa e o Bandoleiro

Projeto São Paulo de incentivo ao Teatro Infantil e Jovem- Ação Leva ao Teatro 2015 – Espetáculo A Condessa e o Bandoleiro

SESI Viagens 2016 – Espetáculo A Condessa e o Bandoleiro

Virada Cultural Paulista 2016 – Espetáculo A Condessa e o Bandoleiro

#CircuitoCulturalPaulista 2016 APAA –Espetáculo JÁ PRA CAMA!